Dicas

 

 

12/06/2015

Fitoterapia

Crescemos escutando de nossos avós que o chá de determinada planta alivia dores de cabeças, desconfortos gástricos, baixam ou elevam a temperatura corporal, “curam infecções”, entre outros. E esse conhecimento vai passando de geração para geração.
Então através desse conhecimento popular, muitos autores resolveram pesquisar se realmente essas tais plantas teêm ação terapêutica no tratamento de patologias.  E a prática em estudar, usar e manipular essas plantas chama-se fitoterapia.
O que é fitoterapia? A fitoterapia é originada do grego que significa phyton = vegetal e therapia = tratamento.  É importante observar que a definição de medicamento fitoterápico é diferente de fitoterapia, pois não engloba o uso popular das plantas em si, mas sim seus extratos. Os medicamentos fitoterápicos são preparações elaboradas por farmaceuticos, além de serem produtos industrializados.
A Organização Mundial da Saúde (1978) acredita que, atualmente, a prática do uso de plantas medicinais é tida como a principal opção terapêutica de aproximadamente 80% da população mundial. Entretanto uso de plantas com fins terapêuticos, sem orientação apropriada, é fator de risco que deve ser considerado. Assim, como as plantas são remédios poderosos e eficazes, o risco de intoxicação causada pelo seu uso indevido deve ser sempre levado em consideração.
Há uma grande quantidade de plantas medicinais, em todas as partes do mundo. As plantas medicinais são separadas por categorias afim de facilitar o seu uso.
 
Categorias e uso destinado:
 
- Plantas Medicinais: utilizadas na prevenção e tratamento de doenças
- Ervas para Emagrecimento: inibidores do apetite, redução do LDL (colestrol ruim)
- Medicina Alternativa: utilizadas em terapias alterantivas como a  homeopatias, aromaterapia, medicina tradicional chinesa, herbalismo, terapias nutricionais.
- Afrodizíacos Naturais: são dotados de substancias estimulantes com ação semelhantes aos medicamentos.
 
Na próxima edição iremos falar de algumas plantas que auxiliam na perda de peso, inibidores do apetite e redutores de colesterol.
 
Nutricionista Marília P Buogo

 

Fitoterapia

 

 

Voltar